Se Nilian não vai a Québec, Québec vai até Nilian (:

Salut mes amis!

Vejam só! Como disse no post anterior, iniciei um intensivão de Inglês num cursinho particular com carga horária bem puxada. As aulas começaram ontem e o método deles é bem diferente do convencional. São três horas de duração cada aula, três vezes por semana. E o mais legal é que eles revezam os professores. Não ficaremos com um único professor por todo o módulo. Hoje, por exemplo, terei aula com outra pessoa.

Além disso, eles oferecem aulas com professores gringos. Pelo menos duas vezes no mês teremos contato com outras nacionalidades, em inglês, é claro. Assim vamos “treinando” o ouvido sem aquela amarra de “Você precisa falar o inglês britânico/ou o americano/ou o sul africano”. Você precisa é compreender e falar, independente do sotaque. Ponto!

Ontem mesmo fomos apresentados à professora gringa que ficará no curso até maio deste ano.

Adivinhem de onde ela é?! M.O.N.T.R.É.A.L ! #morri

Claro que ela entrou na minha sala falando em inglês, pois minha turma é de inglês. Dã!

Mas, na hora do intervalo eu calcei a cara e fui até ela para conversar em Francês. E foi engraçado, pois vi que ela ficou muuuuito feliz em conversar comigo. Elogiou meu Francês, corrigiu algumas pronúncias e disse que está a disposição para aulas particulares fora do curso. Ficou empolgada em nos ajudar e se mostrou super solícita.

Conclusão: já enviamos um e-mail para saber detalhes das aulas particulares. Preço, tempo, lugar, etc.

Quem sabe não seria uma boa ideia fazer algumas aulinhas de conversação com uma Québecoise?!

Precisamos aproveitar as oportunidades.

Se não vou (por enquanto) para Québec, Québec virá a mim. Rá!

Bisous

Google Imagens

Google Imagens

 

 

Anúncios

Sobre Les Brazucois

:: Fabricio & Nilian . Aventuras e desventuras desses dois imigrantes em Québec, Canadá ::
Esse post foi publicado em Voilà. Bookmark o link permanente.

18 respostas para Se Nilian não vai a Québec, Québec vai até Nilian (:

  1. Camila disse:

    Hey Nilian, essas coincidências na vida são muito intrigantes, né? Fiz um post há muito tempo no bloguinho, logo que começamos com esse tópico e coincidentemente estava conversando ontem com o marido sobre isso na volta do trabalho.

    É incrível como muitas coisas nas nossas vidas permeiam a Canadá, Montreal, Québec, Francês, um episódio do seu seriado favorito onde um dos personagens acaba sem querer em Montreal após dormir no trem e perder todas as paradas, um filme onde um dos procurados está no Canadá, eu encontrar com uma gringa aqui no trabalho que mora nos EUA e é de Montreal e amou achar alguém por aqui que arranhava um francês, etc, etc e etc…
    Prefiro pensar que tudo isso são sinais de que realmente o nosso lugar é lá…

    Bisous,
    Camila

    PS: te escrevi um e-mail ontem à noite.

    • Brazucoise disse:

      Oi, Camila!
      Eu também fico meio bolada com estas coincidências/sinais. Tudo indica que o Universo conspira a nosso favor, não é mesmo?! Tomara!
      Beijos
      Nilian

      PS: acabei de ver o e-mail e daqui a pouquinho a resposta chegará aí…rs! Você é um Anjo, Moça!

  2. Vivs disse:

    Que legal!!
    É engraçado como as coisas vão se complementando quando a gente toma uma atitude! Dá uma baita força pra gente! Agora o francês não vai enferrujar, hehehe!! Que bacana, Nilian! 🙂

    • Brazucoise disse:

      É isso mesmo, Vivs! O negócio é não ficar parada esperando a agilidade do Consulado. A vida tá passando e preciso aproveitar cada instante 😀
      Abraços

  3. do nada o canada começou aparecer por todos os lados! incrível! e eu gostei da frase da Vivs aqui em cima “É engraçado como as coisas vão se complementando quando a gente toma uma atitude!” é bem por ai.

    Ela

  4. Camila disse:

    Que máximo essa coincidência! Adorei.
    Pena que no buraco onde moro as chances de encontrar gringos ou ainda mais gringos canadenses é quase nula. 😦
    Mas em compensação todo mundo conhece alguém que mora ou já morou no Canadá. Acho que o Canadá é mais pop do que a gente imagina!
    Bjos

    • Brazucoise disse:

      Camila, eu nem careditei quando a professora se apresentou dizendo que era de Montréal. Como que ela veio parar aqui em Juiz de Fora, uma cidade tão provinciana?!
      Mistérios da vida…rs!
      Abs!

  5. Que legal! Se for fazer aula particular com ela, tente ao menos uma vez falar franglais. Hoje enquanto esperava o trem um casal ao lado conversava em inglês, alias o cara, porque a moça estava falando franglais; por exemplo: “that sucks, mais ça vá”. Hoje consigo acompanhar tranquilamente, mas quando cheguei aqui o cérebro simplesmente travava!

    • Brazucoise disse:

      Já marquei a primeira aula com ela, Sandro! E tenho muitas dúvidas a respeito deste franglais.
      Depois farei um post especial sobre o tudo que aprendi.
      Abraços!
      Nilian

  6. thiagoocampo disse:

    fazer aulas com professor québecois faz mta diferença na parte cultural da coisa… vc faz mto bem se puder estudar um pouco com ela!

    • Brazucoise disse:

      Já marquei a primeira aula, mas ando trocando ideia com ela nos intervalos do curso de Inglês. Inclusive já até perguntei sobre a Pauline Marrois!

      Prometo escrever um post sobre tudo o que eu conseguir sugar dela…rs!

      Boa Sorte aí, mon ami!
      Espero que as coisas estejam fluindo bem…
      Abraços!

  7. Dea disse:

    Cada uma nessa vida, que dá até pra desconfiar que não tem um dedinho divino nessas coincidências… 😉

  8. Charles Nobre disse:

    Oi Nilian, sou novo aqui…. e em poucos dias já lí seu blogue de trás pra frente. hehehe Pois espero em breve me aventura nessa jornada de imigração. Estou apenas esperando terminar a Facu e aprender Francês e logo quando eu começar minha jornada com minha esposa espero também como você colocar minhas experiências para todos como você pois teve muitas dicas legais que concerteza irá me ajudar. Valeu e boa sorte.. Continuarei acompanhando sua saga. Beijos

    Att Charles

    • Brazucoise disse:

      Ei, Charles!
      Bem-vindo ao Brazucoise e fique à vontade por aqui. Sinta-se em sua casa..rs!
      Alimente mesmo este projeto de zarpar para as terras geladas. Apesar do desânimo e da chateação ao longo do caminho, tenho certeza de que esta é uma sábia decisão em nossas vidas. Um desafio e tanto, não é mesmo?!
      E quando tiver tudo pronto pra encarar o monstrinho do processo, conte comigo. Terei prazer em ajudá-los!
      Boa sorte pra vocês…
      Abraços
      Nilian

      • Charles Nobre disse:

        Valeu pelo apoio e pode aposto que vou encomodar muito. rsrsrs
        Abraços
        Charles

  9. Pingback: Au revoir, Émilie ): | Brazucoise

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s