Deus e o Diabo na terra do Consulado

Salut, mes amis!

O sincretismo religioso é algo que sempre me chamou muita atenção. Do profano ao sagrado, do pecado à santidade, do céu ao inferno, do Deus ao Diabo. Esta dualidade é incrível, pois cria refúgios e subterfúgios para as ações humanas. Confesso que gosto muito de saber e pesquisar os dogmas e seus agentes… rs!

Talvez esta curiosidade toda seja proveniente de uma infância altamente regada no catolicismo. Sou neta de uma mulher devota, que seguia à risca todos aqueles cultos religiosos, puros e invioláveis. Sou neta de uma mulher que acreditava na reza e visitava uma benzedeira regularmente para livrar sua família do mau olhado, do vento virado e da moela caída. E sinto até hoje o cheiro de arruda quando remeto a este passado barroco.

Dentre as manias sacras praticadas pela Vovó durante todo o ano, a Semana Santa e o mês de Agosto são mais vivas na minha memória.

A Semana Santa nem se fala… Aquela imagem em tamanho natural de Jesus Cristo ensanguentado, deitado no altar da Igreja, sob um manto roxo de camurça e numa penumbra de luz de velas era um verdadeiro filme de terror em 4D pra mim. Num chegava perto da imagem nem se a benzedeira mandasse!

E o mês de Agosto era um alvoroço só em casa, pois dizia minha Vovó que no dia 24 o Diabo era liberado do inferno para atormentar as pessoas na Terra. Tinha que rezar o terço todo dia para ele não chegar perto. Gente, a criança aqui rezava logo uns 100 mistérios por dia com medo do Lado Negro da Força aparecer debaixo da cama.

Enfin, estes casos de família foram meu mote para o post de hoje!

Diferentemente do dito popular amaldiçoando o singelo Agosto, para nós este oitavo filho do ano é de dar muito gosto!

Primeiro, porque este blog que vos distrai foi criado em uma manhã de cerração baixa em 09 de Agosto de 2011.

21 dias depois do nascimento do Brazucoise, os injustiçados ventos de Agosto nos trouxeram um e-mail do BIQ convocando para a tão temida e sonhada entrevista. Aquela tarde de 30 de agosto de 2011 foi emocionante.

Além destas lembranças comemorativas, este 09 de Agosto de 2012 também é dia de colheita, pois completamos mais um mês de Processo Federal. Chegamos ao marco 7, ou seja, engatinhamos ainda…rs!

E vamu que vamu, rogando a Deus, expulsando o Diabo e benzendo o Consulado!

Bises

Anúncios

Sobre Les Brazucois

:: Fabricio & Nilian . Aventuras e desventuras desses dois imigrantes em Québec, Canadá ::
Esse post foi publicado em Voilà. Bookmark o link permanente.

10 respostas para Deus e o Diabo na terra do Consulado

  1. Felipe disse:

    hahahah boa 🙂

  2. Adooooorei seu post, Nilian! Você é uma ótima contadora de histórias!
    E vamo que vamo, que um mês a mais é um mês a menos nesse purgatório que é a espera pelo visto! =D
    Beijos,
    Lidia.

  3. Dea disse:

    Não sei se curti mais o texto ou a ilustração que vc escolheu! Excelentes! Adorei =D

  4. Não dá para esquecer da Santa da Imigração, de um post mais antigo… que ela ajude também nesta caminhada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s